Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor



Mensagens

subscrever feeds


Comentários recentes

  • Anónimo

    https://www.youtube.com/watch?v=8DGQctwfNRo

  • Anónimo

    MUITO INTERESSANTE!

  • Anónimo

    Agir de forma realista, e esperar que o tempo reve...


Notas




Visitas

Flag Counter by Stats4U Show Stats for this Counter



Sistema solar caseiro para aquecer água criado por prof. sérvio

Quinta-feira, 31.03.16

 

Darko Milicevic, professor de matemática da Sérvia, criou um sistema caseiro de aquecimento da água, a partir de energia solar, feito inteiramente de latas de cerveja, num investimento total de €65.

O professor de 39 anos começou por recolher as latas de cerveja – 44, no total – e fez 22 buracos em dois pedaços de madeira. Depois, ele colocou as latas umas por cima das outras e perfurou pequenos buracos entre elas, para ventilação, pintando-as também de preto.

“O sistema é similar a todos os painéis solares”, explicou Milicevic ao Mail Online. “Coloquei-o na parede sul da minha casa. Os raios de sol aquecem o ar nas latas e o calor vai, naturalmente, para cima, entrando em casa e aquecendo o espaço”. As latas foram pintadas de preto para conseguirem obter mais energia dos raios do sol.

O material mais caro utilizado foi acrílico, que foi utilizado para proteger o painel. Milincevic utilizou ainda poliestireno para isolar o painel e não perder nenhum calor.

Com um metro de tamanho, o painel poderá poupar, nas contas de Milicevic, cerca de €675 na factura anual, quase o dobro do salário médio do país. “Estava a beber umas cervejas e pensei que deveria fazer o meu próprio sistema de aquecimento, porque todos queremos tornar a nossa vida mais fácil durante esta crise económica. Depois percebi que poderia utilizar latas de cerveja em vez de comprar tubos de cobre”, revelou o inventor.

Na sua página do Facebook, Darko Milicevic explicou que na noite de fim-de-ano o seu painel aqueceu a água até aos 51,8 graus – numa altura em que, lá fora, a temperatura se situava nos -5ºC.

“Se não existir sol, o painel não funciona. Mas mesmo que as temperaturas estejam muito baixas e existir sol, ele funciona”, concluiu Milicevic. O próximo passo é construir novos sistemas idênticos – mas muito maiores – para aquecer toda a casa.

Fontes:

sapo

green savers

Autoria e outros dados (tags, etc)

A água é de todos







Pág. 1/35