Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Abril 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor



Mensagens

subscrever feeds


Comentários recentes


Notas




Visitas

Flag Counter by Stats4U Show Stats for this Counter



Cidades isentas de circulação automóvel

Sábado, 30.04.16

Em Novembro, a cidade de Oslo, na Noruega, juntou-se a esta lista de cidades com aquela que será, provavelmente, a mais agressiva legislação anti-carros e que a levará a proibir os automóveis de circularem no seu centro até 2020. “Queremos um centro sem carros”, explicou aos jornalistas, nessa data, a negociadora do Partido Verde norueguês para este assunto, Lan Marie Berg.

Se tudo correr como previsto, Oslo será a primeira grande cidade mundial a banir permanentemente os carros do seu centro, uma medida que, pontualmente, tem sido tomada em outras capitais europeias e mundiais, mas nunca de forma tão drástica. Em alternativa, serão construídos mais de 55 quilómetros de ciclovias até 2019 e a infra-estrutura de transportes da capital norueguesa será aumentada. Veja outras cinco cidades que estão a apostar na proibição de carros, de forma a reduzir o congestionamento e melhorar o ambiente, melhorando a saúde dos seus habitantes.

1.Helsínquia (Finlândia)

Outra capital nórdica, Helsínquia está a compensar o seu forte crescimento urbano com o investimento em transportes públicos. A autarquia acredita que, assim, a população optará por bicicletas e caminhadas em vez de carros – mesmo tratando-se de uma cidade frequentemente coberta de gelo.

 

2.Madrid (Espanha)

Na capital esponhola tem já várias áreas onde carros são proibidos, sobretudo no seu centro. São zonas onde apenas algumas pessoas que moram na área são autorizadas a circular, apenas para estacionar o carro. Se quisermos ir para o centro de Madrid de carro, temos de estacionar em locais credenciados pela autarquia –se a lei for desobedecida, o motorista deverá arcar com uma multa €90. Além disso, a cidade criou um programa de partilha de bicicleta, com mais de 1.500 veículos eléctricos, concentrados em 120 estações diferentes.

 

3.Dublin (Irlanda)

Conhecida por seu trânsito caótico, a décima cidade mais congestionada do mundo já tem um plano para melhorar a mobilidade urbana. A ideia é transformar as principais avenidas da cidade em áreas para pedestres, ciclistas e autocarros, sem nenhum carro.

 

4.Hamburgo (Alemanha)

O plano é transformar 40% da cidade em áreas proibidas para carros até 2034. Para tal, a autarquia tem investido em ciclovias, parques, centros desportivos, jardins e cemitérios. 

5.Copenhaga (Dinamarca)

Aproximadamente 50% da população usa a bicicleta para chegar até o trabalho ou escola. É lá que podemos encontrar as ciclovias mais movimentadas do mundo, que abrigam mais de 36.000 nos seus 390 quilómetros de extensão – existem mais bicicletas na cidade do que pessoas. O objectivo é tornar a Dinamarca no primeiro país sem emissões de gases com efeito de estufa até 2025.

 

Uma questão pertinente, será que também vão proibir a circulação de automóveis eléctricos?

 

Fonte:

sapo

Autoria e outros dados (tags, etc)

A água é de todos







Pág. 1/30