Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Agosto 2017

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor



Mensagens


Comentários recentes

  • Anónimo

    MUITO INTERESSANTE!

  • Anónimo

    Agir de forma realista, e esperar que o tempo reve...

  • Anónimo

    Desde que a ajuda não tenha motivos escondidos.......


Notas




Visitas

Flag Counter by Stats4U Show Stats for this Counter



A mulher e a sua natureza indulgente

Quarta-feira, 09.08.17

"A mulher tem muito a censurar ao homem, pois, durante séculos, ele usou e abusou da sua superioridade física e da sua autoridade para a pôr ao seu serviço: foi negligente, egocêntrico, injusto, violento, cruel. E agora a situação mudou, a mulher está a conquistar a sua independência, desperta, ergue-se. Mas, se ela se erguer para tirar a desforra, os resultados não serão melhores, mesmo para ela. Por isso, é preciso que ela seja generosa e perdoe ao homem. Como é a mãe, como a sua natureza a impele a ser boa, indulgente, benevolente, pronta a dar o seu amor, a sacrificar-se, ela não deve procurar vingar-se fazendo o homem pagar tudo aquilo por que a fez passar.

A mulher deve, pois, elevar-se acima dos seus interesses pessoais, a fim de despertar, na luz, para virtudes mais elevadas. Cabe agora a todas as mulheres da Terra unirem-se para um trabalho de construção, um trabalho sobre as crianças que trazem ao mundo e sobre os homens, pais dos seus filhos. Será deste modo que elas participarão na regeneração da humanidade."

 

Omraam Mikhaël Aïvanhov

Autoria e outros dados (tags, etc)

A água é de todos