Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor



Mensagens


Comentários recentes

  • Anónimo

    MUITO INTERESSANTE!

  • Anónimo

    Agir de forma realista, e esperar que o tempo reve...

  • Anónimo

    Desde que a ajuda não tenha motivos escondidos.......


Notas




Visitas

Flag Counter by Stats4U Show Stats for this Counter



A Natureza e a inteligência

Segunda-feira, 20.03.17

"Na Natureza, tudo respira: as flores, as árvores, os oceanos e até as pedras... Direis vós: «Mas não se pode conceber o fenómeno da respiração sem ser através dos pulmões!» Por que não? A vida não necessita, forçosamente, dos mesmos órgãos para assegurar as mesmas funções. Observai uma árvore: ela não tem pulmões, nem estômago, nem fígado, nem intestinos; contudo, respira, alimenta-se, assimila, elimina, reproduz-se. E muitas árvores até vivem bastante mais tempo do que os homens! Elas resistem às intempéries, dão flores e frutos perfumados, ao passo que o homem, com todas as suas faculdades, é tão frágil que a mínima coisa pode destruí-lo.
A maior parte das pessoas tem ideias erradas acerca da Natureza. Na sua opinião, para, realmente, se estar vivo e ser inteligente, tem de se ser constituído como elas. Mas a Natureza não quer saber das suas opiniões e dos seus sistemas. Para ela, não é necessário ter pulmões e coração para se respirar, nem cérebro para ser inteligente. Ela criou a vida sob uma tal multiplicidade de formas, que nós nunca as descobriremos completamente."

 

De Omraam Mikhaël Aïvanhov

Prosveta

Autoria e outros dados (tags, etc)

A água é de todos


1 comentário

De Anónimo a 23.03.2017 às 14:22

"Elas resistem às intempéries, dão flores e frutos perfumados, ao passo que o homem, com todas as suas faculdades, é tão frágil que a mínima coisa pode destruí-lo."

O Ser humano naturalmente também é forte, contudo o mundo actual enfraquece-o e torna-o mais vulnerável.

Comentar post