Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Novembro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor



Mensagens


Comentários recentes

  • Anónimo

    Os ministros e governos deviam ler urgentemente o ...

  • Anónimo

    O estado tuga caótico e histérico como sempre pret...

  • Maria Oliveira

    ha um livro interessante sobre a INTUICAO, que nao...


Notas







Manuscritos do Mar Morto: Quem escreveu os rolos bíblicos mais antigos do mundo?

Quarta-feira, 22.11.17

Esqueletos recentemente desenterrados poderiam ajudar a revelar quem escreveu ou guardou os rolos encontrados entre 1947 e 1956 nas cavernas de Qumran, em Israel.
 

Foto: sputnik

 

Os Manuscritos do Mar Morto são considerados uma das descobertas arqueológicas mais importantes de todos os tempos. Os rolos contêm mais de 800 documentos que compõem as primeiras páginas da Bíblia e os ensinamentos do cristianismo, incluindo os dez mandamentos. Os pergaminhos, descobertos entre 1947 e 1956 em 11 cavernas de Qumran (na costa do mar Morto), causaram um sério debate sobre quem ocupou a região. 

Em 2017, os cientistas encontraram outra caverna na mesma zona na margem do Mar Morto, onde havia rolos ou pedaços de papiro e couro para escrever. Agora, poderia haver uma forma cientifica de descobrir quem ocupou o assentamento localizado perto das cavernas onde foram encontrados os manuscritos.

Segundo a análise de 33 esqueletos recentemente descobertos em Qumran, em Cisjordânia, a antiga comunidade desta área consistiria em uma seita religiosa de homens celibatários.

A datação por radiocarbono dos ossos encontrados em Qumran, apresentada pelo antropólogo Iossi Nagar da Autoridade de Antiguidades de Israel, revelou que os corpos tinham cerca de 2.200 anos de antiguidade desde que foram enterrados. Esta é uma idade muito próxima da estimada dos textos antigos: considera-se que eles foram escritos entre 150 a.C. e 70 d.C.

 

Outras descobertas surpreendentes dissiparam as noções anteriormente existentes que sete dos corpos encontrados na zona pertenciam a mulheres. Segundo Nagar, depois de reexaminar os ossos, que se encontram agora na França, os pesquisadores chegaram à conclusão que seis dos sete indivíduos anteriormente rotulados como mulheres eram realmente homens. Também foram desenterrados os restos de várias crianças em Qumran. 

O especialista israelense identificou 30 dos indivíduos encontrados como definitivamente ou provavelmente homens, de acordo com fatores tais como a forma pélvica e o tamanho do corpo. No momento da sua morte, teriam entre 20 e 50 anos ou mais, estimou Nagar.

"Não sei se essas foram as pessoas que escreveram os rolos do Mar Morto da região de Qumran", disse Nagar. "Mas a grande concentração de homens adultos de diferentes idades enterrados em Qumran é semelhante à que foi encontrada nos cemitérios ligados aos mosteiros bizantinos.

 

Uma das teorias mais antigas e conspirativas afirma que os membros de uma antiga seita judaica celibatária, os essênios, viveram em Qumran e escreveram os Manuscritos do Mar Morto, escritos em hebraico, aramaico e grego, ou que cuidavam desses documentos religiosos, legais e filosóficos. 

No entanto, nos últimos 30 anos, foram propostas outras teorias que sugerem que pastores beduínos, artesãos e soldados romanos foram possíveis habitantes de Qumran e que teriam escrito os pergaminhos.

 

Fonte:

Sputnik

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

A água é de todos