Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens

subscrever feeds


Comentários recentes

  • Anónimo

    Tão felizes mas a mulher fugiu para a Alemanha!

  • Anónimo

    www.paulownia.pt

  • Cátia Mendes

    Não é só na escola que continuam a ensinar o mapa ...


Notas





BPT


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.


A cura

Paracelsus: "O que cura é o amor."

As sementes são da natureza-humanidade: Monsanto não poderá patentear sementes na Argentina

Quarta-feira, 11.05.16

Em decisão inédita, uma Corte Federal negou à transnacional Monsanto a possibilidade de patentear sementes transgênicas. Traçando um paralelo entre as sementes e a linguagem, os juízes advertiram que “nenhum escritor  patentearia o idioma por haver escrito uma novela”.  Para os juízes, é discutível que aquele que produza uma tecnologia transgênica, realizando apenas uma modificação, pretenda patentear toda a semente.

A Monsanto, que enfrenta resistência civil para instalar uma plantação de transgênicos na província de Córdoba e  demandas de organizações campesinas por sua preponderância nos mercados, agora terá adiante também a decisão jurídica que a deixa sem títulos de propriedade sobre sementes que considerava próprias.

A empresa transnacional buscará a apelação da medida emitida pela Corte. Ela pedia que fosse declarada inconstitucional uma norma que tira da órbita das patentes as plantas e os animais, mas a Câmara lhe deu as costas. É que a Lei de Patentes Nº 24.481 diz em seu artigo 6º que não se consideram invenções “toda classe de matéria viva e substâncias preexistentes na natureza”, e em seu artigo 7º estabelece que não são patenteáveis “a totalidade do material biológico e genético existente na natureza ou sua réplica, nos processos biológicos implícitos na reprodução  animal, vegetal e humana, incluídos os processos genéticos relativos ao material capaz de conduzir sua própria duplicação em condições normais e livres tal como ocorre na natureza”.

Patentear sementes é atentar contra a vida, ainda mais ao invadir a condição genética das espécies para sequestrar o direito ao usufruto da natureza, um bem público, pondo a própria vida a serviço de interesses privados. Resumidamente, as leis dificultam “patentear a vida”, que é o que se acostumaram a fazer a Monsanto e outras firmas similares pelo mundo. “Não está em pleito o princípio das patentes, senão sua extensão” disseram, ainda, os magistrados.

Na Argentina, devido à economia de grande escala implantada nos anos 90, a maior parte da superfície agrícola depende em alguma medida dos transgênicos e das substâncias químicas (quase sempre associadas). No entanto, dezenas de assembleias ambientais surgiram ao longo do país para tomar consciência e resistir a este regime.

Na UE, entretanto, empresas como a monsanto/syngenta têm vindo a patentear alimentos, com o aval da comissão da UE. Chegam mesmo a ameaçar dezenas de agricultores alemães, caso eles continuem a recusar pagar à Monsanto e afins.

 

Nota:

Prefira sementes e alimentos biológicos. Pela sua saúde e a das próximas gerações. Por um mundo melhor, mais ecológico e sustentável.

Fontes:

Partido Pirata

Autoria e outros dados (tags, etc)

A água é de todos








Ciência Iniciática

O espírito domina a matéria.