Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens

subscrever feeds


Comentários recentes

  • Anónimo

    As pirâmides enorme da Bósnia para além de serem g...

  • Anónimo

    Já verificaram como este verão está a ser um dos m...

  • Anónimo

    musica da boahttps://www.youtube.com/watch?v=rSFfa...


Notas





BPT


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.


A cura

Paracelsus: "O que cura é o amor."

A morte existe ou é uma transformação?

Terça-feira, 16.08.16

  Na realidade a morte é uma ilusão, pois continuamos a viver em mundos paralelos.

Por quanto tempo filósofos e religiosos têm ponderado o que acontece após a morte do corpo humano?

Existe vida após a morte, ou nós simplesmente desaparecemos no grande desconhecido? Há milhares de anos que o ser humano se interroga e agora parece que alguns cientistas dedicaram seu tempo a esta questão.

Há também uma possibilidade de que não existe tal coisa como geralmente definimos como a morte.

Uma "nova teoria" científica sugere que a morte não é o evento terminal e fatal que pensamos. Precisamente aquilo que nossos ancestrais já tinham conhecimento há muitos milhares de anos.
Um tempo atrás, os cientistas relataram que encontraram a primeira evidência de universos paralelos. E os nossos ancestrais já disso tinham conhecimento.

Esta descoberta nos leva a um assunto instigante chamado de "Biocentrismo"
Robert Lanza, cientista, teórico e autor de "O biocentrismo" - Como vida e consciência são as chaves para entender a verdadeira natureza do Universo, pensa que há muitas razões pelas quais não vamos morrer.
Para ele, a morte não é o fim, como muitos de nós pensamos. Acreditamos que vamos morrer, porque é o que nos foi ensinado, Robert Lanza diz em seu livro.

Será que você vai continuar a viver em um universo paralelo?

Há muitas experiências científicas que questionam seriamente o termo morte, tal como a conhecemos.

De acordo com a física quântica certas observações não podem ser previstas com certeza. Em vez disso, há uma gama de possíveis observações cada uma com uma probabilidade diferente.


A interpretação "de muitos mundos", afirma que cada uma dessas observações possíveis corresponde a um universo diferente, o que é geralmente chamado de "multiverso". Robert Lanza entre muitos outros cientistas tomou estas teorias ainda mais interessantes. Ele acredita que "há um número infinito de universos", e tudo o que poderia acontecer ocorre em algum universo.

 

Sua energia nunca morre

A morte não existe em qualquer sentido real nesses cenários. Todos os universos possíveis existem simultaneamente, independentemente do que acontece em qualquer um deles.
Embora corpos individuais estão destinados a auto-destruição, o sentimento vivo - o "Quem sou eu?" - É apenas uma fonte de 20 watts de energia operando no cérebro. Mas esta energia não desaparece com a morte. Uma das mais seguras axiomas da ciência é que a energia nunca morre; ele pode ser criada nem destruída ".
Esta energia pode transcender de um mundo para outro.

 

A importância da consciência

"Considere o princípio da incerteza, um dos aspectos mais famosos e importantes da mecânica quântica. Experimentos confirmam que está integrada no tecido da realidade, mas ela só faz sentido de uma perspectiva biocêntrica.
Se há realmente um mundo lá fora, com partículas saltando ao redor, então devemos ser capazes de medir todas as suas propriedades. Mas nós não podemos. Por que isso deveria importar a uma partícula que você decidir para medir?

 

A morte pode não ser verdadeira em todos os sentidos...

Considere a experiência da dupla fenda: se um "relógio" uma partícula subatómica ou um pouco de luz passa através das fendas em uma barreira, ela se comporta como uma partícula e cria batidas de aspecto sólido por trás das fendas individuais sobre a barreira final que mede os impactos .
Como uma pequena bala, que logicamente passa através de um ou do outro furo.
Mas se os cientistas não observam a trajetória da partícula, então ela exibe o comportamento de ondas que permitem que ela passe através de ambos os furos, ao mesmo tempo.
Por que a nossa observação pode mudar o que acontece? Resposta: Porque a realidade é um processo que requer a nossa consciência ", diz Lanza.

Você não existiria sem a consciência. Uma das razões para Robert Lanza achar que você não vai morrer, é porque você não é um objecto. Você é um ser especial. De acordo com biocentrismo, nada poderia existir sem consciência. Lembre-se que você não pode ver através do osso que circunda o cérebro.

O espaço e o tempo não são objectos duros, mas as ferramentas de nossa mente usa para tecer tudo junto.
Tudo o que você vê e experimenta agora é um turbilhão de informações que ocorre em sua mente. O espaço e o tempo são simplesmente as ferramentas para colocar tudo junto.
Lanza recorda que a morte não existe em um mundo sem espaço temporal.
Não há distinção entre passado, presente e futuro. É apenas uma ilusão teimosamente persistente.
A imortalidade não significa uma existência perpétua no tempo sem fim, mas reside fora de tempo completamente.


Albert Einstein disse uma vez: "A realidade é meramente uma ilusão, embora um muito persistente."
Como podemos dizer o que é real e o que não é? Como podemos saber com certeza que o nosso cérebro não está nos dando a ilusão de um mundo físico? 

 

Já Omraam Mikaëhl Aïvanhow dizia, sobre a morte:

"A vida humana é como um novelo de fio que se desenrola. No início, o fio é sólido, mas conforme o tempo passa, ele vai afinando até se partir, e é o fim. Cada um deve se preparar para este fim, para não se espantar no dia em que o Anjo da morte vier pegá-lo pela mão dizendo-lhe: «Saia dessa prisão em que está preso. Agora vá, está livre.». Mas não basta deixar o corpo físico para ser livre. A morte só é uma verdadeira libertação para quem, durante a sua estada na Terra, soube fazer um trabalho interior para se libertar das suas fraquezas físicas e psíquicas. Se vocês estão na Terra, é justamente para trabalhar a sua libertação, isto é, para dar à sua alma e ao seu espírito cada vez mais possibilidades deles se manifestarem. Quando a morte chegar, vocês partirão com a consciência de que irão viver num outro mundo... Depois, após algum tempo, retornarão para continuarem o seu trabalho."

 

Temas relacionados:

A REENCARNAÇÃO

OS ANIMAIS TAMBÉM TÊM ALMA E CONSCIÊNCIA

 

Fontes:

Texto adaptado de Interligado Notícias

Prosveta

Autoria e outros dados (tags, etc)

A água é de todos








Ciência Iniciática

O espírito domina a matéria.