Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Março 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens


Comentários recentes


Notas





BPT



A cura

Paracelsus: "O que cura é o amor."

As aves envelhecem mais depressa na cidade do que no campo

Quarta-feira, 28.03.18

Um estudo feito pelo instituto de investigação espanhol Conselho Superior de Pesquisa Científica (CSIC) revelou que, devido a vários factores negativos das cidades, as aves envelhecem mais cedo em zonas urbanas do que em espaços naturais.

 Foto: sapo24


 
Segundo o estudo, publicado na revista "Biology Letters", as aves das cidades são afectadas por poluição, parasitas e stress, que provocam uma degradação dos telómeros - as terminações dos cromossomas que protegem a informação genética e que ficam mais curtas com o envelhecimento.

Citado no estudo o investigador do CSIC da Estação Biológica de Doñana Jordi Figuerola explica que "os telómeros das aves capturadas nas cidades foram mais curtos, o que sugere que o estado de saúde é afectado pelo ambiente urbano".

Jordi Figuerola diz que "embora o melro seja uma espécie capaz de se adaptar a grandes centros populacionais e esteja presente nos jardins de todas as cidades, a sua saúde é pior do que a dos que vivem em áreas menos afectadas pelas actividades humanas".

Os investigadores recolheram amostras de sangue de melros capturados em Sevilha, Granada, Madrid, Dijon (França) e Turku (Finlândia) e em áreas naturais próximas dessas cidades para medir o comprimento dos telómeros.

Os cientistas apontam para a necessidade de estudos adicionais para aprofundar os mecanismos que influenciam a diferença de qualidade de vida dos seres vivos que vivem em ambientes urbanos e naturais.

 

O que acham que acontece aos habitantes da cidade?

 

Fonte:

Sapo24

Autoria e outros dados (tags, etc)

A água é de todos


1 comentário

De Portugal país vassalos dos trapaceiros americães a 29.03.2018 às 10:24

Técnicos de helicópteros russos são expulsos por autoridades de Portugal
Equipes técnicas russas que realizavam a manutenção de helicópteros Kamov foram expulsas nesta quarta-feira pelas autoridades de Portugal. O hangar onde os trabalhos ocorriam também foi fechado, informou a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

De acordo com informações do site português Observador, as instalações onde estavam os três helicópteros russos Kamov, que pertencem ao governo português, foram fechadas na terça-feira em razão da movimentação de materiais sem a devida autorização.

"O hangar da ANPC situado em Ponte de Sor, onde se encontra localizada a frota de helicópteros Kamov, propriedade do Estado português, foi na terça-feira interditado pela ANPC em virtude de se ter constatado a movimentação de material da mencionada frota", informou a ANPC em comunicado.

Os Kamov só por serem russos estão a ser boicotados pelos terroristas americães e Portugal diz amén.
Povo tuga é assim tão estúpido?

Comentar post








Ciência Iniciática

O espírito domina a matéria.