Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens


Comentários recentes

  • Anónimo

    As pirâmides enorme da Bósnia para além de serem g...

  • Anónimo

    Já verificaram como este verão está a ser um dos m...

  • Anónimo

    musica da boahttps://www.youtube.com/watch?v=rSFfa...


Notas





BPT


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.


A cura

Paracelsus: "O que cura é o amor."

Cada vez mais casos de possessão?

Sexta-feira, 04.11.16

“Há cada vez mais casos de possessão demoníaca”, avisa o padre Duarte Sousa Lara, exorcista da diocese de Lamego. O alerta não é novo. Se, nas últimas décadas, o diabo foi banido das pregações da Igreja, o assunto volta, agora, em força. 

Há menos de um ano, o cardeal Rouco Varela, arcebispo de Madrid e presidente da Conferência Episcopal Espanhola, nomeou, de uma assentada só, oito exorcistas para a diocese de Madrid – numa decisão sem precedentes na história da Igreja em Espanha. As nomeações, explicou, foram motivadas pela “enorme avalancha de pedidos de ajuda relacionados com influências malignas”. Por cá, existem apenas três exorcistas, nas dioceses de Santarém, Lamego e Viseu. 

O Juízo Final, tríptico de Hans Memling (1467-1471)

 

O Papa Francisco também ajudou a recuperar o tema. Só nas primeiras 48 h de pontificado, desafiou o inimigo número um da Igreja Católica por duas vezes.  A 14 de Março de 2013, na Capela Sistina, citou o escritor francês Léon Bloy: “Quem não reza ao senhor, reza ao Diabo.” E acrescentou: “Quando não se confessa Jesus, confessa-se o mundanismo do Diabo.” No dia seguinte, voltou à carga e deixou um aviso aos cardeais: “Não cedamos ao pessimismo e à amargura que o Diabo oferece.”A batalha não ficou por aí. Poucos dias depois, Francisco voltou a lembrar o Demónio, num discurso aos jovens. “E nestes momentos vem o inimigo, vem o Diabo, muitas vezes disfarçado de anjo e insidiosamente nos diz a sua palavra. Não o escuteis”.  

Mesmo assim, o Papa que mais vezes falou do demónio foi João Paulo II, embora a expressão mais célebre na história da relação entre o Vaticano e o Diabo pertença a Paulo VI que, em Junho 1972, chocou a imprensa internacional. “Tenho a sensação de que o fumo de Satanás entrou no templo de Deus através de alguma fenda”, disse, referindo-se à crise da Igreja, saída do Concílio Vaticano II, e à perda de influência no mundo moderno. A tirada irritou a ala progressista da Igreja, que o acusou de voltar à Idade Média.

A verdade é que, apesar de o catecismo da Igreja Católica continuar a defender que o inferno e o demónio existem e que o rito do exorcismo é eficaz, muitos padres, especialmente os mais jovens, não acreditam. A partir da década de 1960, os seminários do mundo inteiro foram banindo as cadeiras de Demonologia. O fenómeno é explicado pela força que as correntes de Teologia mais racionalistas foram ganhando a partir da primeira metade do século XX. 

E se, até essa altura, a Igreja exorcizava demais – até porque a Medicina não estava tão avançada no campo da Neurologia e da Psiquiatria –, agora exorciza de menos. “Passou-se do oito ao 80”, critica Sousa Lara. A braços com a falta de exorcistas e com a falta de fé dos próprios padres, a Igreja tem agora de enfrentar uma sociedade pagã e de resgatar cada vez mais católicos não praticantes com sinais de influência diabólica. “As pessoas recorrem em massa a videntes, bruxos, tarô, terreiros, astrologia, reiki e ioga e, sem o saberem, estão a abrir portas do mundo espiritual para a entrada do demónio”, avisa o exorcista de Lamego. Sousa Lara garante que a prova de que para o demónio se afastar basta viver “na graça de Deus” é o facto de, entre os mais de 200 casos graves que atendeu nos últimos anos, nenhum envolver católicos praticantes. “São pessoas que deixaram de praticar e de viver de acordo com o que Deus quer”.

Neste especial, o i explica o essencial sobre o rito mais controverso da Igreja Católica e conta a história de Aldina, uma mulher de sucesso que precisou de seis exorcismos. Falamos também do padre Sousa Lara, o maior exorcista português, que acompanhou Gabriele Amorth, o exorcista do Vaticano, durante 10 anos.  

 

 

Livro  italiano: Catechesi di Satana – relato de exorcismos.

Padre Pellegrino Ernetti.

Confissões de Satanás  - O que mais agrada o Demónio.

A comunhão na Mão:  Com a comunhão na mão eu posso humilhar o vosso Deus . E posso celebrar a minha missa – se refere às missas negras – com meus sacerdotes a quem arrebatei Dele. (Refere-se aos padres católicos apóstatas e satanistas que celebram estas missas sacrílegas)

 

A Vestimenta Secularizada dos Sacerdotes: Os sacerdotes, vestidos de qualquer maneira e camuflados, eu os conduzo aonde quero: aos prostíbulos, à busca de mulheres e de homossexuais e quantos sacrilégios os faço cometer e assim os levo ao meu reino. Quantos e quantos sacerdotes mimetizados eu já tenho em meu reino, e dali não escaparão jamais. (risos de escárnio)

n/d

Sacerdotes e Bispos que pertencem à Maçonaria: quantos bispos e sacerdotes eu tenho inscrito na maçonaria e em minhas seitas. Oh, quantos e quantos são os que eu arrasto atrás do dinheiro e das mulheres. Quantos eu os tenho transformado em meus fiéis amigos.

n/d

Roupas indecentes das Mulheres: Mediante as saias curtas eu consigo enlaçar a homens e mulheres, com os quais encho o meu reino. (aqui profere risos prolongados  e desequilibrados)

 

A televisão: A televisão! Uhhh! A televisão! É meu aparato, eu a inventei para destruir a cada uma das almas das famílias. Eu as separo, as desagrego, com meus programas de subtilismo penetrante.  Uhhh! A televisão é o centro de atracção mediante o qual me aproprio de muitos sacerdotes, irmãos e irmãs – religiosos e religiosas – especialmente nas altas horas da madrugada, para conseguir que logo deixem de rezar. Há há há! Num só momento em apareço em todo mundo! Escutam-me e me vêem todos e assim ajudam perfeitamente, tanto a mim como aos meus fiéis servos, os magos, as bruxas, os que tiram cartas, os taroistas, os que lêem as mãos, os astrólogos!  Ah ah ah!

 

As Discotecas: Que belas são as discotecas! São meus palácios de ouro para onde eu atraio as melhores esperanças da sociedade, os jovens e a aqueles que lá vão os faço meus, destruindo suas almas e seus corpos. À quantas milhares de milhares de almas eu atraio aqui com o álcool, a droga e o sexo.. Oh, que colheita contínua faço aqui! Nestes lugares tenho conseguido muitos políticos que são os meus fiéis servos consagrados. Ali eu sou o verdadeiro rei do mundo e não o vosso Deus a quem eu crucifiquei!

 

O Divórcio: Os divórcios e separações dos casais foram inventados por mim e sobre ele reivindico a propriedade. Esta foi uma das minhas mais inteligentes descobertas. E tão logo atraio uma família eu a destruo, e com ela a sociedade onde sou adorado como verdadeiro rei do mundo. O sexo! O sexo! Meu reino se baseia, sobretudo, na liberdade total do prazer sexual, com o qual reino em toda a terra.

 

O Aborto, a Morte dos Inocentes: Oh! Urrahhh! Urrrah! Este tem sido o meu mais belo engano, o que mais feliz tem me tornado. Matar os inocentes em vez dos culpáveis como os homicidas da máfia. Assim eu destruo a humanidade, e aos adoradores do vosso falso Deus, antes de eles nascerem!

 

As Drogas: este é o alimento mais substancioso que faço os jovens comerem, para torná-los loucos! Deste modo eu faço com eles o que quero: ladrões, assassinos, luxuriosos, ferozes como eu, dominadores do mundo, e meus ministros.

 

Os sacerdotes que negam a existência do Demónio: Porém, sobretudo me alegram e me enchem de prazer todos aqueles eclesiásticos que negam minha existência e as minhas obras no mundo. São muitíssimos! Oh, que gozo, que gozo imenso é isso para mim! Porque deste modo eu trabalho tranquilo e seguro! Hoje em dia até mesmos os teólogos são os que negam a minha existência. Que belo, que gozo! Inclusive negam ao seu Deus, que veio para me destruir. Porém eu o tenho vencido! Bravo para estes sacerdotes! Bravíssimo para estes bispos! Bravíssimo para estes teólogos! Porque ao agirem assim todos vocês se fazem meus fidelíssimos escravos e eu faço com vocês o que me dá ganas de fazer.”

n/d

Hoje são todos meus! Eu os levo para onde quero! Vestidos de coveiros, sempre com cigarro na boca, perfumados como efeminados cercados de mulheres fáceis, trajando a última moda, cheios de dinheiro, se rebelando contra os Dogmas. Eles são meus soldados mais seguros, e deles o meu reino está cheio. Cheio deles! Através deles introduzo a confusão e o desacerto entre o povo, que assim se afasta cada vez mais do seu falso Deus. Então eu os arrojo no meu reino de ódio e desespero eterno, onde estarão para sempre comigo. Ajajajajajajajajajajaaaaahhhhhh!”. A quantos destes eu faço que pertençam às minhas seitas! Seduzidos pelas minhas carreiras, meu dinheiro, com o qual os compro com facilidade. E termino com o triunfo de que não amem mais ao seu falso Deus e a aquela Senhora, que pretende me vencer.

 

As Seitas: Tenho particularíssima predilecção pelas muitíssimas seitas, que continuamente estou criando e difundindo em todo o mundo. São os meus mais imediatos, através dos quais eu tiro a fé no vosso falso Deus Crucificado. Crio assim uma Babel da fé! (risos prolongadas).... porque eu já ganhei, criando esta Babel da fé. Tanto entre os humildes como entre os instruídos, inclusive sacerdotes, teólogos e bispos. Minhas seitas são cada vez mais visíveis! Minha maçonaria ampara muito bem a todos os meus seguidores. Eu sempre serei vencedor e a Babel da fé será minha especial vitória.

n/d

Somente em vossa Itália eu tenho 672 seitas, são as minhas religiões satânicas, repletas de almas que se entregaram a mim, se consagrando e baptizando em meu nome e assinando com seu próprio sangue. Eles me rendem todos os dias o culto que eu mereço como soberano da terra, com orações, hinos e cânticos! Com a missa negra, durante a qual eu venço, pisoteando e destruindo aquela Hóstia, na qual os estúpidos cristãos acreditam, na qual está presente o seu estúpido Crucificado. Se Ele fosse um Deus verdadeiro, por que permitiria que eu o destruísse impunemente? (Grandes risadas)

As seitas, mandadas por mim, formam o estado maior do meu reino, e convertem incessantemente aos católicos que se fazem assim meus seguidores. São centenas e centenas os que, a toda hora, renegam a vossa fé, para aderirem às minhas seitas, onde os acolho com os braços abertos e lhes dou todos os meus prazeres e toda a liberdade de viverem bem, mas distantes da vossa Igreja. Desta forma eu os sacio com a verdadeira felicidade, o verdadeiro gozo, que somente eu posso dar aos homens.

Desde a alta até a média e a baixa Itália, com suas ilhas, e em todas as partes, tenho minhas seitas que trabalham febrilmente! Por conta disso, actualmente muitas igrejas e paróquias estão sem sacerdotes! Isso é porque temos tido sucesso em destruir e fazer morrer as vocações. Disso se deduz que as minhas seitas tem suplantado aos sacerdotes.

Tenho as Testemunhas de Jeová, os centros da Era de Aquário, os antroposofistas de Steiner, os teósofos, Carolina, cenáculo 33, os xamanistas, os rosa-cruzes, os arcobaleno, os gialli, os ergonianos, a cientologia, e tantas outras das minhas seitas e religiões que cada dia eu invento e acredito, são um verdadeiro exército que luta contra a vossa Igreja. E assim eu a vencerei, a vencerei, ainda que vosso Crucificado tenha dito que “as portas do inferno não prevalecerão contra ela”.

 

Os Teólogos: Ai, meus teólogos, as suas doutrinas que eu lhes tenho inspirado! Estes se constituem na minha ponta de diamante, da trincheira de frente. Que teólogos inteligentes eu tenho! Eles têm compreendido que estes Dogmas rigidíssimos, ditados por algumas cabeças loucas de eclesiásticos, são, na realidade, falsidades pueris que colapsam diante da simples confrontação com a realidade quotidiana. Que crânios! Bravo! Bravíssimo!

n/d

A muitos deles, eu os impulsiono a que ensinem minhas doutrinas não somente nos seminários diocesanos, como também nas mais elevadas Universidades Pontifícias, inclusive na romana, aquela que vosso sacerdote de branco chama de Universidade Lateranense! A doutrina da “morte a Deus”, eu a tenho inspirado, eu, e através dela, me chegaram milhares de estudiosos, que se transformaram em meus discípulos e fiéis convencidos. E desde que eu reino, vosso Deus está morto, não existe mais. Acaba-se assim toda lei restritiva: todos podem e devem, viver livremente, tal como eu ensino:  liberdade de pensamento, liberdade de ideias, liberdade de acção…

Todo o mundo deve ser livre para ser e querer aquilo que quer e deseja, em todas as partes, e sempre assim com cada um. Não existe mais nenhuma norma nem regra! Agora cada um é como eu sou agora: Mestre de todos e de tudo! Vosso Deus está morto! Quem o poderá negar se o próprio Deus Crucificado declarou que eu sou o príncipe deste mundo? Ele mesmo disse que tudo estará debaixo do meu domínio e poder indiscutível! Finalmente estes teólogos, os mais inteligentes de todos, acabaram me dando razão!

E além destes grandes teólogos que estão comigo, existem outros pequenos teólogos, que por vingança, negam a minha existência, como se fosse um conto da Idade Média, atribuindo todas as minhas presenças e manifestações como efeitos de ordem unicamente psíquica e psiquiátrica. Bravíssimo para estes teólogos, sacerdotes, para todos estes bispos, urraaah, para eles! Este é o maior serviço que me podem fazer estes senhores, porque me permite agir silenciosamente, sem que ninguém lute contra minha presença e astúcia. Bravíssimo, que continuem sempre assim, que eu continuarei com minha obra infernal e vencerei sem dar um só tiro.

Meus teólogos inteligentes, que negam os Dogmas da vossa Igreja, e os teólogos estúpidos que negam a minha existência. Que triunfo!  Porém, tudo isso fiz em pouco tempo, e onde está um só deles que tenha voltado atrás? Nenhum! Eles negam todos os Dogmas, entre os quais se inclui aquele de minha existência! Assim tenho vencido a vossa Igreja!

 

Nota:

A própria igreja ao longo do tempo afastou-se da religião, do religar(e), juntando-se ao sistema que favorece há muitos séculos uma minoria que vive largamente às custas da maioria. O sistema não dorme e é astuto, conhece bem o mundo invisível e ele é bem real, trabalha com esse mundo invisível e ardilosamente sabe afastar as pessoas de Deus/Alá/Grande Arquitecto/Inteligência Superior/... manipulando-as a seu bel prazer. As armadilhas estão por todo o lado e é muito fácil aos incautos e ingénuos cair nelas. 

Na actualidade, a ciência e seu cientismo substituiu Deus, deixando a sociedade à mercê de uma escravatura invisível, cada vez mais a sociedade é dependente e cada vez menos autónoma. A escravatura hoje em dia tem o formato de trabalho com um salário de algumas moedas para pagar as contas ao fim do mês e os impostos dos impostores. Enquanto a sociedade eleger o dinheiro e a ciência como seu Deus, cada vez mais distante estará da sua essência divina.
As pessoas procuram respostas na ciência mas não raramente só as encontraram na religião/religar. É na ligação entre o ser humano e os céus que ele descobre as suas origens.

 

Fonte:

Jornal i

amor mariano

Autoria e outros dados (tags, etc)

A água é de todos


1 comentário

De belisa a 04.11.2016 às 16:24

Enquanto a sociedade eleger o dinheiro e a ciência como seu Deus, cada vez mais distante estará da sua essência divina.
Sem dúvida estou de acordo, só que só as palavras, não levam a lado nenhum......Acções no mundo visível precisam-se!

Comentar post








Ciência Iniciática

O espírito domina a matéria.