Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Janeiro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Pesquisar

 

Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens


Comentários recentes

  • Anónimo

    Tão felizes mas a mulher fugiu para a Alemanha!

  • Anónimo

    www.paulownia.pt

  • Cátia Mendes

    Não é só na escola que continuam a ensinar o mapa ...


Notas





BPT


Atenção: Este blogue, não visa substituir o seu técnico de saúde de sua confiança!

As informações contidas neste blogue não substitui de forma alguma a consulta de um profissional de saúde de sua confiança. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e bem-estar, bem como os seus tratamentos e outros. Embora sejam tomados cuidados para as informações contidas neste blogue estejam correctas, algumas informações nos artigos deste blogue podem conter erros dos mais variados aspectos, pelo qual este blogue não se responsabiliza de nenhuma forma. Somente uma visita física ao seu técnico de saúde lhe pode fornecer as informações e cuidados que melhor se adequam a si/vc. As informações contidas neste blogue não se destinam a serem usadas como um substituto ou aconselhamento profissional. Quaisquer dúvidas ou preocupações que você tenha sobre sua saúde devem ser discutidas com seu técnico de saúde. Por favor, note que a informação sobre a saúde está a mudar constantemente. Portanto, algumas informações podem estar desactualizadas. Os comentários publicados são da responsabilidade dos seus autores e dos leitores que dele fizerem uso. Os comentários não reflectem a opinião do blogue. Ao visitar este blogue você concorda com estes termos.


A cura

Paracelsus: "O que cura é o amor."

Ecologia: Embalagens comestíveis a partir de arroz e mandioca

Terça-feira, 28.06.16

A empresa brasileira Oka Bioembalagens desenvolveu bandejas, potes e copos comestíveis à base de fécula de mandioca. O produto foi apresentado no início do ano e integra um conjunto de bioembalagens compostáveis e biocompatíveis que podem ser transformadas em adubo, utilizadas para alimentação animal ou recriadas em novas embalagens.

Segundo o Fispal, porém, estas embalagens ainda têm um preço de custo, para a empresa, que duplica o das embalagens tradicionais. Ainda assim, a empresa espera que, dentro de dois anos, estes valores sejam equivalentes. Este é um dos grandes desafios da indústria das embalagens comestíveis; o segundo é garantir a sua impermeabilidade – os recipientes são indicados para alimentos secos ou para consumo imediato.

“É possível comer um gelado nelas, por exemplo, mas ainda não as podemos utilizar para comercialização nas prateleiras, porque elas se desmanchariam”, explicou Érika Cardoso.

Para além da mandioca, a empresa de São Paulo desenvolve embalagens feitas com fibras naturais de cana, bambu ou arroz. A peça mais barata produzida pela Oka, uma bandeja de 11,5 por 16.5 centímetros, custa €0,12. A mais cara é um pote triangular com o preço de €0,50.

 

Fonte: 

sapo.cv

Autoria e outros dados (tags, etc)

A água é de todos








Ciência Iniciática

O espírito domina a matéria.